Universidade de Aveiro, Portugal

21, 22 e 23 de outubro de 2020

Kassandra Muniz: conferencista convidada

14/07/2020, 10:14

Nascida e criada em Recife-Pernambuco, no Brasil, vive já há muitos anos na região Sudeste do país, especialmente São Paulo e Minas Gerais. Investiga principalmente as questões da performance, do género, das relações étnico-raciais e da cultura africana e afro-brasileira. 

Graduada em Letras pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), mestre e doutora em Linguística pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), com foco na área de Performatividades/Performance e Estudos Culturais. Realizou seu pós-doutorado em Linguística Aplicada à Educação na Universidade de Brasília (UNB), sendo premiada, em 2005, pelo IV Concurso Negro e Educação, promovido pela Ação Educativa, ANPED e Fundação Ford. 

Atualmente é professora associada do Depto. de Letras da UFOP e coordena o GT Práticas Identitárias em Linguística Aplicada da ANPOLL – Associação Nacional de Pós-Graduação em Linguística e Literatura; é também líder do GELCI – Grupo de estudos sobre Linguagens, Culturas e Identidades nesta instituição e membro do grupo de pesquisa Linguagem e Identidade: abordagens Pragmáticas/UNICAMP, os dois cadastrados no CNPq.

Dentre as experiências profissionais, destaca-se a coordenação do comitê de pesquisa em Ciência Humanas, Letras e Artes (2011 – 2013), também coordenação do NEABI – Núcleo de estudos afro-brasileiros e indígenas da UFOP (2010-2014), do Centro de Extensão do Instituto de Ciências Humanas (ICHS) da UFOP (2013-2015), do subprojeto PIBID Historia, Literatura e Cultura Africana e Afro-Brasileira – UFOP no período de outubro de 2012 a julho de 2017 e coordenação adjunta do Curso de Especialização UNIAFRO/UFOP.

É coorganizadora dos livros Práticas Pedagógicas na Promoção da Igualdade Racial (Brazil Publishing, 2017); Africanidades: práticas sociais e pedagógicas (Brazil Publishing, 2017); Educação como Prática da Igualdade Racial na Escola (Mazza Edições, 2016); e Pensando Áfricas e Suas Diásporas: aportes para a discussão negro brasileira (Nandyala, 2015). Além de artigos em revistas e capítulos de livros versando, em sua maioria, sobre relações étnico-raciais, educação e linguística.